Desenvolvimento Pessoal
Compartilhe com seus amigos!

 

O que muitas pessoas consideram como erros na realidade são lições – grandes lições; experiências e oportunidades para aprender e se desenvolver. Sabe aquele ditado que diz: o que não me mata me fortalece? É exatamente assim.
Como coach, o que eu posso fazer de mais valioso pelas pessoas é ajuda-las a ver que se elas pensam que falharam no passado, isso não tem qualquer relação com o que podem fazer no futuro. A cada dia, a cada novo amanhecer, temos a oportunidade de escrever uma nova página, a construir uma nova história, de rever, aprender e fazer acontecer.
Se você olhar de outro ângulo, são as “falhas” em nossa vida que podem realmente vir a ser os nossos maiores sucessos. Como? Sim, acredite: O que podemos aprender com o fracasso é inestimável. Para dar um exemplo, quando um time de futebol perde um jogo importante, eles podem se sentir fracassados, e é um processo de pensamento natural. Todos queremos ser excelentes naquilo que fazemos, gostamos do reconhecimento, ficamos tristes quando falhamos em algum momento.  Mas se eles pensarem num jogo de cada vez, e olharem para onde estão os pontos fracos e na verdade, como eles podem melhorar para o próximo, isso significa que esses erros muito provavelmente não ocorrerão novamente e portanto, eles serão bem sucedidos nos futuros jogos. Sendo assim, o fato de terem falhado algumas vezes, não significa que eles não podem alcançar o sucesso no futuro. Ficou claro?
Vamos considerar também um outro tema delicado: o vício por exemplo. Este seria um dos erros onde a maioria das pessoas se culparia e experimentaria o mesmo sentimento de fracasso. Podemos entender que normalmente, se alguém mantém ou manteve este hábito é porque tal hábito infelizmente lhe serviu para ocultar outras necessidades ainda maiores. A própria pessoa pode vencer o vício olhando para si com compaixão. O que estou querendo dizer com isso?
Que em vez de resistir ao vício brigando e punindo a si mesmo, ou olhando para ele como algo apenas ruim e trágico, considere olhar para ele como mais uma ferramenta de aprendizagem. De que maneira?
Pensando nos motivos que o levaram a experimentar certas substâncias. Certamente quando alguém faz isso, está buscando a  ilusão de se sentir melhor, o que significa que há uma área na vida desta pessoa onde está descontente, infeliz, vazia. Para resolver e remover o padrão viciante, é fundamental olhar e abordar a área que está tentando esconder ou ignorar. Quando olhamos atentamente para dentro e descobrimos todas as respostas, aprendemos com os erros e conseguimos transformá-los em combustível para construirmos a vida que desejamos e merecemos ter.
Compartilhe com seus amigos!